Taklung Tsetrul Rinpoche

Taklung Tsetrul Rinpoche

 

Sua Eminência o terceiro Taklung Tsetrul Rinpoche nasceu em 1926, no Tibete central, perto do famoso Lago Yamdrok, tendo sido reconhecido como reencarnação do grande mestre Ngok Choku Dorje pelo 9º Dorje Drak Rinpoche Thubten Choewang. Aos cinco anos de idade foi convidado para o Mosteiro de Taktlung Tse e ordenado como noviço, sendo agraciado com o título de Tulku Trinley Pal Sangpo pelo anterior Dorje Drak Chusang Rinpoche. Foi então colocado sob a tutela de Ven. Geshe Kunsang no mosteiro. Aos oito anos, mudou-se para o Mosteiro de Thubten Dorje Drak, onde tomou votos de Minling Dorzin Namdol Gyatso Rinpoche. Taklung Rinpoche recebeu depois a sua ordenação completa (Gelong) de Khenchen Ngawang Khyentse Norbu Rinpoche e, a partir daí, passou por um rigoroso estudo sob a orientação de numerosos estudiosos e professores para aprender todos os aspectos das escrituras e práticas budistas, especializado-se particularmente na tradição Nyingma Ngagyur. Em Dorje Drak, Rinpoche também serviu como abade (Khenpo) do mosteiro durante vários anos, antes de retornar à sua sede original, ao Mosteiro de Taklung e aí retomar as suas funções.

No entanto, com o agravamento das circunstâncias no Tibete após a ocupação chinesa em 1959, fugiu para o exílio na Índia via Butão, chegando primeiro ao Sikkim, onde residiu dois anos. Apesar das dificuldades dos primeiros anos de exílio, Rinpoche continuou o seu estudo, passando a receber vários ensinamentos sagrados e transmissões dos mestres de renome da época, incluindo o grande 16º Gyalwang Karmapa Rinpoche, Kyabje Dudjom Rinpoche, Dilgo Khyentse Rinpoche, entre outros

Quando o Mosteiro original de Dorje Drak no Tibete foi completamente destruído por forças chinesas, Rinpoche teve um papel fundamental na reconstrução deste mosteiro no exílio, o que permitiu preservar e expandir os ensinamentos da linhagem Nyingma. Em 2012, Taklung Rinpoche tornou-se o Chefe Supremo da tradição Nyingma do Budismo Tibetano, após a morte de Sua Eminência Trulshik Rinpoche, em 2011. Manteve-se sediado principalmente no seu mosteiro em Shimla, Himachal Pradesh e Ladakh em Jammu e Caxemira durante a maioria da sua vida no exílio. Praticante firme do budismo tibetano, Taklung Rinpoche continuou a dar instruções, iniciações e transmissões a todos até sua partida em parinirvana a 23 de Dezembro de 2015.

Close