15 Anos de S.S. Dalai Lama em Portugal

15 Anos de S.S. Dalai Lama em Portugal

SSDL-chegada

Sua Santidade o Dalai Lama visitou por duas vezes o nosso país em 2001 e em 2007. Veja a sua biografia e detalhes das visitas em baixo, e os compromissos por que rege a sua vida e actividade.

2001

A primeira visita de Sua Santidade o Dalai Lama a Portugal decorreu ao longo de 5 dias, de 25 a 29 de Novembro de 2001, em que percorreu vários pontos do país.

Num exemplo ímpar de humildade, SSDL sublinhou amiúde ser um entre irmãos e defendeu a natureza partilhada por todos os seres humanos – a procura da felicidade e o evitar do sofrimento. SSDL abordou diversos temas, a situação no Tibete, o terrorismo, o diálogo entre religiões, o papel da ciência, a família. Em todos os temas trouxe uma penetrante confiança no futuro e nas capacidades do ser humano.

Ao longo dos vários dias, Sua Santidade manteve o seu jovial bom humor que transformou os eventos mais formais em momentos de calor humano, simpatia e espontaneidade.

DDuarteSSDL

A primeira visita de Sua Santidade ao nosso país, surgiu na sequência da visita de Kyabjé Trulshik Rinpoche, em 1999, e do convite endereçado por Tulku Pema Wangyal Rinpoche. Várias foram as entidades, personalidades públicas e praticantes budistas a convidar SDDL, contribuindo para tornar possível esta visita. A União Budista Portuguesa esteve profundamente envolvida na sua organização e mantém hoje a aspiração que Sua Santidade regresse em breve a Portugal, em benefício do Dharma e da Sangha no nosso país.

Com os jovens, falando sobre família

Os encontros públicos tiveram inicio em Santa Maria da Feira, num encontro com jovens voluntários onde, entre outros temas, SSDL falou sobre a necessidade de planeamento familiar e defendeu o uso do preservativo.

O caminho para a felicidade

SSDLPorto

Convidado de honra do Porto - Capital Europeia da Cultura 2001, SSDL proferiu uma conferência, perante mais de 5 mil pessoas, intitulada “Percursos Éticos no Futuro”, integrada no ciclo “O Futuro do Futuro”. SSDL alertou para a necessidade de desenvolver em simultâneo a inteligência mental e a inteligência sentimental como caminho para a felicidade, procurando alimentar um sentimento de compaixão pelo outro que, tal como nós, procura a felicidade. Em pleno pós-11 de setembro, SSDL alertou para o facto de a inteligência poder ser mal ou bem orientada, sublinhando, porém, não considerar os perpetradores de atos terroristas como “maus seres humanos”, considerando ao invés que todos temos potencial para praticar ações positivas e ações negativas. Uma perspetiva que sublinha a sua profunda humanidade e compaixão. SSDL falou ainda do “genocídio cultural” no Tibete e da relação do país com a China. Apesar disso, apresentou-se confiante que as transformações em curso na China serão conducentes à defesa dos valores da liberdade.

Video sobre a visita à câmara do Porto:
https://arquivos.rtp.pt/?advanced=1&s=dalai+lama.

Em defesa da ciência e do diálogo entre religiões 

Em Fátima, com o Bispo de Leiria-Fátima, fez um momento de meditação na Capelinha das Aparições e confessou-se comovido com a imagem de Nossa Senhora. Apelou depois ao diálogo inter-religioso, considerando que "todas as religiões têm o mesmo potencial de transformar as nossas emoções em emoções positivas".

SSDLFatima

SSDL considerou fundamental a investigação académica sobre o que é comum e o que diferencia as várias religiões, bem como a troca de experiências entre crentes e líderes, de forma a ser possível "encontrar a realidade da experiência religiosa do próximo” para, deste modo, compreender e vivenciar a já referida proximidade ao outro.

A relação entre Mente, Religião e Ciência foi o tema da conferência pública em Lisboa.

Programa:

25 Nov - Encontro com Jovens Voluntários, com Catarina Furtado - no Europarque em Santa Maria da Feira
25 Nov - Conferência Pública "O Futuro do Futuro - Da Matéria ao Pensamento" - no Pavilhão Rosa Mota no Porto
26 Nov - Encontro inter-religioso - no Santuário de Fátima
27 Nov - Conferência Pública - em Coimbra
28 Nov - Conferência Pública "A Mente, a Religião e a Ciência" - na Aula Magna da Cidade Universitária em Lisboa

SSDLAulaMagna

Fontes:

Artigos na imprensa:
https://www.publico.pt/sociedade/noticia/ha-um-genocidio-cultural-no-tibete-denuncia-dalai-lama-51431

https://www.publico.pt/sociedade/noticia/dalai-lama-apela-ao-dialogo-interreligioso-51672

Video da visita:
https://youtu.be/b0bP2iSzsFI

2007

A segunda visita de SSDL a Portugal ocorreu em Setembro de 2007. Em Lisboa, nos dias 13, 14 e 15 de Setembro, no Anfiteatro da Faculdade de Medicina Dentária ofereceu Ensinamentos Públicos sobre o tema “Desenvolver a Paz Interior”, tendo por base um clássico da literatura budista, o Bodhicharyavatara, de Shantideva.

SSDL2007Expo

No dia 16 de Setembro, num Pavilhão Atlântico cheio, SSDL proferiu uma conferência pública sobre "O Poder do Bom Coração", onde entre muitas outras mensagens deixou a de que “a compaixão genuína não é ter pena de alguém. É a sincera preocupação para com os outros e não só com os nossos amigos”.

Alexandra Silva_16SET07_01079

A segunda visita de SSDL a Portugal foi organizada pela União Budista Portuguesa, a Songtsen - Casa da Cultura do Tibete e a Fundação Kangyur Rinpoche, entidades que mantêm a aspiração que SSDL volte em breve ao nosso país.

A primeira visita a uma Mesquita

Durante a sua passagem por Portugal teve ainda oportunidade de visitar a Mesquita Central de Lisboa num evento de diálogo inter-religioso - “Já viajei por muitos países, mas foi a primeira vez que fui recebido numa mesquita”, anunciou SSDL.

dalailama2

A propósito da diversidade de religiões SSDL afirmou “Em termos de filosofia, as religiões têm as suas diferenças. No entanto, na prática todas têm a mesma mensagem: paz, amor, compaixão ou compreensão. Esta diferença de filosofias não é para ser discutida, para ver qual é a melhor, mas sim para ser compreendida. São como os medicamentos. Existem muitos e para várias doenças, mas o objetivo é comum a todos: curar.”

Video da visita à Mesquita:

http://videos.sapo.pt/Ej8ZD5K6mKamRISpuFD1

Encontros Oficiais

SSDL foi recebido por António Costa, então Presidente da Câmara de Lisboa, tendo então afirmado "Através de políticas adequadas e da promoção do diálogo entre religiões e culturas conseguiremos alcanças níveis cada mais harmoniosos de integração entre várias comunidades".

SSDLCosta

SSDL voltou a visitar a Assembleia da Republica, já o havia feito em 2001, e teve ainda oportunidade para um encontro com o Alto Representante das Nações Unidas para a Aliança das Civilizações, Jorge Sampaio.

SSDLSampaio

Fontes:

http://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/dalai-lama-junta-religioes-na-mesquita-de-lisboa

https://www.publico.pt/2007/09/14/sociedade/noticia/presidente-da-camara-de-lisboa-recebeu-dalai-lama-1304934

 

SSDLAG

Três mensagens de SSDL

Humanidade partilhada

https://youtu.be/jMNITNP6sok

Compaixão genuína

https://youtu.be/QOd-MYmUoVA

O sentido do sucesso

https://youtu.be/6QundNhJlEo

Os três compromissos do Dalai Lama

Ética Secular

Sua Santidade dedica-se à promoção dos valores humanos, como a compaixão, o perdão, a tolerância, o contentamento e a auto-disciplina, numa atitude e prática que se fundamenta no reconhecimento de que todos os seres humanos são iguais no que se refere a desejarem a felicidade e a não desejarem o sofrimento. Valores que estão para lá da religião e cuja importância é universalmente reconhecida.

Para SSDL aquilo que nos separa – a nacionalidade, a religião, etc. – não é mais do que uma diferença superficial e incapaz perante o cultivo de um genuíno sentimento de compaixão pelo outro.

Harmonia religiosa e respeito entre religiões

Sua Santidade defende a harmonia e o respeito entre as várias religiões, considerando que todas as religiões apresentam idêntico potencial para o desenvolvimento da bondade nos seres humanos.

Ao nível individual, SSDL fala-nos da importância de seguir apenas uma tradição religiosa, com base em estudo e reflexão, enquanto ao nível da comunidade defende a necessidade e a mais-valia das várias religiões.

A causa Tibetana

Sua Santidade dedica-se ainda à promoção do bem-estar do povo tibetano, procurando assegurar a preservação da cultura tibetana, baseada na compaixão, na não violência e na paz; garantir a conservação do ecossistema, considerando o respeito pela natureza e a importância da biodiversidade tibetana para cerca de 1 milhar de milhão de pessoas que, na China, depende de rios provenientes do Tibete; garantir a preservação do conhecimento da tradição Nalanda, nomeadamente o seu entendimento sobre a mente.

SSDL nas palavras de...

RichardGere

Richard Gere, Itália, Outubro 2016

https://youtu.be/-eOnMMSHx8c 

Close